03 fevereiro, 2018

Catequistas: Semeadores da Palavra de Deus




Alto Paraíso de Goiás- Verão 2017


Falar de Jesus é falar de amor. É lançar a boa semente. Somos semeadores da Palavra da Salvação, palavra de cura, de misericórdia, de perdão. Fui compreendendo que minha missão enquanto catequista é falar de amor e mais que isso: é viver primeiro este amor ou ir vivendo enquanto se fala porque nunca estamos prontos. O bom semeador nem sempre é aquele que, ao sair de casa para semear, tem um jardim perfeito: ele deixa muitas pessoas em casa que precisam de conversão, e o seu coração também enfrenta períodos de terra seca, pedregosa ou com espinhos, mas nunca de raízes rasas. Suas raízes são fixas no Senhor. Escuta: nenhum  cristão é imune as intempéries, aos ventos e tempestades, sol e chuva, folhas secas, são as estações da vida. 

"Um semeador saiu a semear." (Mt 13,1). É assim que Jesus inicia a parábola. O semeador precisa sair do seu comodismo para  lançar as sementes. O semeador não semeou no seu quintal.  Ele saiu caminhando e jogando sementes na beira da estrada.

O mais incrível de ser semeador da Palavra de Deus é que, faça chuva ou sol, nós estamos lá lançando as sementes, ainda que nosso coração precise também florescer. Mas aguentamos firmes porque nossas raízes são profundas. Nossas mãos jogam as sementes pelo caminho enquanto nós pedimos a Deus também que cure o nosso coração e cuide da nossa família. 

Tenho encontrado catequistas na beira da estrada lançando sementes e,  conversando,  descubro vidas preciosas, pessoas de fé, que têm uma vida difícil, de lutas, de dores, pessoas que não estão bem de saúde e que saem de casa para cuidar dos outros, corações cheios de Deus.


Paraty- RJ 


O catequista, este grande semeador, no lugar de lançar sementes, lança palavras de vida eterna. 

Como fazer para que as sementes tenham grande chances de florescer? 


Preparar a terra

Antes é preciso preparar a terra onde vamos lançar as sementes. Quem gosta de cultivar plantas sabe que o segredo de um bom jardim é preparar a terra. A terra é o coração da planta. Vai oferecer os nutrientes que a plantinha precisa para crescer.

Cada planta tem suas peculiaridades: como cultivar, quantas vezes regar por semana, se pode ficar exposta a luz solar direta ou indireta, qual melhor adubo, que época floresce. 

Cada planta é única.

Preparar a catequese


O erro é quando queremos aplicar a mesma terra, o mesmo adubo, o mesmo cultivo em todas as etapas da catequese. Falta diagnóstico da realidade. Falta planejamento. Então,  antes de qualquer coisa, olhe para sua etapa de catequese. Quem são os catequizandos? Qual a faixa etária? Eles são batizados? E como a família os acompanha nesta iniciação à vida cristã? 

Esqueça a catequese puramente doutrinária e conteudista, catequese que avaliava com prova, que fazia ditado de oração, catequese mecânica. Estamos caminhando para uma catequese de iniciação à vida crista, uma catequese mistagógica, que mais que entregar um sacramento ao final da etapa, quer que este sacramento ajude as pessoas a florescerem, fazerem o encontro pessoal com Jesus e se tornarem seguidores Dele.

E como fazer catequese? Nós precisamos de uma metodologia. Não andamos sem direção, ao sabor do vento (e do google). Os encontros de catequese precisam ser planejados de acordo com uma metodologia. O caminho mais usual na catequese do Brasil é o método ver-julgar-agir. O que eu mais gosto nesta metodologia é a importância que o "olhar a realidade" tem no encontro de catequese. Catequese se faz com olhos bem abertos para a realidade. Os temas para fazer mais sentido para os catequizandos precisam estar ligados à vida deles e da comunidade em que estão inseridos. A partir deste olhar atento ao redor, o catequista então estará pronto para iluminar esta realidade com a Palavra de Deus. É como conhecer e preparar a terra, agora é hora de plantar.  

Queremos colocar novos cristãos de frente com Jesus, num encontro com o Mestre, como naquele  encontro de Jesus com a samaritana.  Um encontro com Jesus pode mudar uma vida. 


Alto Paraíso de Goiás- Inverno- Julho 2017


 Que floresça tanto aquele que recebe a Palavra da Salvação como floresça mais ainda  o coração daquele que semeia.

Você, jardineiro de gente, sabe muito bem a diferença que Jesus faz em sua vida. Como está seu coração de semeador da Palavra? Cuide de florescer também. 🌼

Cris Menezes


Nenhum comentário:

Postar um comentário