Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

Como arrumar a sala de catequese- Ambientação

Imagem
Ainda existem catequistas que acham besteira organizar e arrumar a sala? Espero que não. 



 Infelizmente nossas salas de catequese parecem salas de aula, com direito a quadro negro ou quadro branco! Desfazer esta impressão de sala de aula ou de curso é fundamental. Nada de cadeiras enfileiradas e dispostas igual na escola. Vamos acomodar todos em círculos, de modo que podemos olhar uns para os outros. A disposição em círculo ajuda a criar um ambiente mais acolhedor e intimista, afinal estamos na casa de Deus. É bom reservar uma mesa para expor a Bíblia. Coloque também  velas, crucifico  e uma imagem de Nossa Senhora. Na escola catequética, aprendemos a colocar um pano no chão, no meio do círculo, e colocar a  Bíblia. Também gosto de organizar assim.  

Começo a contar a história do encontro já na ambientação da sala. Numa turma de jovens e adultos, imagino que eles devam ficar curiosos para saberem qual será o tema daquele dia. Somos muito visuais. E precisamos utilizar de todos os recur…

Catequista tem perfil? Um anti-manual para escolher catequista

Imagem
Sempre achei que ser catequista era um dom. E acreditei muito que havia pessoas com perfil para ser catequista e havia pessoas sem o menor perfil. Já vi textos ditando o perfil do catequista, como essa pessoa deve ser, qual comportamento deve ter. Confesso que,  algumas dessas características, eu não tenho. Vim repensar sobre isso quando o padre da minha paróquia disse que catequese é serviço. E questionou qual era o perfil deste "educador da fé". Vamos lá refletir um pouco mais:  Quem decide quais características o catequista deve ter? E quem decide que alguém tem ou não perfil para ser catequista? 
Sei que na nossa vida profissional, acontece muito disso. Chefes e gestores querem opinar se temos perfil ou não para exercer algum trabalho.  E muitas vezes nos descartam ou nos subestimam baseados num pré-julgamento deste tal de perfil- um julgamento raso baseado numa lista que foi tirada no sei da onde. E assim acontece na Igreja. Ás vezes, catequistas antigos ou coordenador…

Revisar a ação catequética

Imagem
A Crisma é o sacramento do tchau, dizem por aí. Será por quê? Porque os crismados somem da Igreja. Se queremos formar discípulos de Jesus que assumam a missão de evangelizar, por que então poucos se engajam nas pastorais? Por que há tão pouca adesão ao projeto de Jesus? E mais uma pergunta intrigante: por que coordenadores, catequistas e padres se tornam indiferentes a esta realidade? 
Tudo isso acontece porque não há avaliação da ação catequética.  Todo ano devemos prestar contas de quantas crianças receberam a Primeira Eucaristia. Estamos preocupados apenas com quantitativos? O padre falou, na homilia da celebração da Primeira Eucaristia, que as crianças tomam a Eucaristia e depois tomam chá de sumiço. Gostei bastante das palavras de incentivo dele para que as crianças continuem frequentando a Igreja, mas o que podemos fazer além deste apelo: "crianças, continuem na Igreja, voltem depois da Primeira Eucaristia!" ?
Infelizmente, em muitas paróquias, a catequese ainda é pur…

Encontro com catequistas: preparação para planejar a catequese

Imagem
Público-alvo: Catequistas/coordenadores de etapas
Objetivo: Partilharmos as dificuldades da caminhada; Criar um ambiente de partilha e amizade entre os catequistas; Aliviar a "bagagem" pessoal que carregamos e abrir espaços para o novo que chega; Preparar o terreno para podermos planejar a catequese, definir os temas e atividades.
Encontro 1: Aliviando a bagagem
Ambientação: Leve mochilas, bolsas, malas e disponha perto da mesa da palavra. As malas representam "os pesos" que carregamos durante a nossa caminhada. Quando preparei este encontro, pensei muito num lema: "seja leve". É isso que eu quero propor com este encontro: ser leve, ser amável, ser alegre, ser livre.   Então, para contrapor às bagagens pesadas que carregamos, podemos enfeitar a sala com bexigas, levar algodão doce, fazer bolinhas de sabão junto com os catequistas... Todas essas coisas que nos lembram leveza e alegria. Um conselho: quando fizer encontros e reuniões com catequistas, desenvo…

Que pena, que bom, que tal: Avaliando a catequese de 2016

Imagem
Final de ano e de etapa, é hora de avaliar e preparar a catequese do próximo ano.  É bom reunir os catequistas, fazer uma avaliação do que foi feito este ano e olhar com mais atenção para a realidade da catequese (ver e julgar). A partir deste olhar, é que poderemos planejar 2017 (agir).
Nós passamos o ano inteiro preparando encontros para os catequizandos. Que tal preparar um encontro especial para os catequistas? Um encontro lúdico, dinâmico e com espiritualidade, como são nossos encontros de catequese. 
Durante as férias, irei publicar alguns textos sobre avaliação na catequese. Mas não estranhem: o blog vai entrar de férias por uns dias, vai diminuir o ritmo. É um tempo para descansar (catequistas viajem!rs) e depois voltaremos animados para preparar 2017.
Para hoje, deixo como sugestão uma dinâmica de avaliação do ano. Lembro que nosso coordenador, na época, fez essa dinâmica e foi ótimo.
É basicamente assim: proponha para os catequistas que falem -Que pena: uma  atividade/proje…

Como coordenar a catequese?

Imagem
Vamos falar hoje sobre a coordenação da catequese? Você sabe quais são os objetivos de uma coordenação? Arrisca algum palpite?

Nem sempre o coordenador é preparado para assumir esta missão. O coordenador vai aprendendo enquanto caminha, enquanto vence os desafios. E por mais que haja um curso nas escolas catequéticas, ainda assim não seria suficiente para formar um coordenador. Maturidade cristã e de vida, capacidade de resolver conflitos, inteligencia emocional são fundamentais. Alguém me falou que um coordenador deve ser uma pessoa conciliadora. Penso que ser conciliador deveria ser pré-requisito para qualquer trabalho de liderança dentro da Igreja e fora.
Quando cheguei na coordenação, tinha mais de treze anos de caminhada na catequese. Percebi que Deus tinha me moldado muito e me preparado neste tempo todo para assumir a missão de ser coordenadora. Não é fácil. Mas crescemos muito: aprendemos a ser mais acolhedores e conciliadores. Quando assumi a coordenação, eu queria cuidar de…