23 novembro, 2016

Rascunho de uma catequese com os pais



Quantas vezes nós, catequistas, chamamos os pais de nossos catequizandos para conversar e explicar para eles o que é a catequese, pra que serve, quais são os objetivos e qual a devida parte deles neste processo?

Os pais muitas vezes nem são evangelizados, não fizeram catequese, eles mesmos não concluíram a iniciação à vida crista. São batizados mas não crismados. Eles ainda podem ter feito uma catequese que não os despertou para o discipulado. Levam os filhos para a catequese por uma tradição, mas falta a eles comprometimento com a vida cristã, vivência dos sacramentos.

Esses dias, na reunião com as etapas, uma catequista falou que ao perguntar para os pais o que era catequese, uma mãe respondeu: "A catequese é a escola de Deus." Nós rimos. Achamos engraçado. Mas de onde ela tirou esta resposta? Será que não foi observando a catequese? Você não concorda  que  ainda hoje existem resquícios desta catequese escolar, puramente doutrinária, rígida?

O que proponho é que nos aproximamos dos pais, que conquistamos a família do catequizando. Que façamos encontros familiares, que a catequese envolva toda a família. Geralmente chamamos os pais para uma reunião de pais e depois achamos um absurdo eles associarem catequese com escola. Escola é que faz reunião de pais. 

Que tal os convidarmos para um encontro de catequese com as famílias?

Já tivemos a experiência de fazer esses encontros e foi muito bom. Mas hoje estamos conscientes que não damos conta de fazer isso sozinhos, precisamos de ajuda. Podemos conhecer as realidades dessas famílias e encaminhar para a pastoral familiar.   Você acha muita responsabilidade para assumirmos? Além de cuidar dos catequizandos, vamos cuidar da família toda!!! E ao cuidar da família, estaremos cuidando do catequizando. Concorda?

A ideia não é catequizar os pais, mas envolvê-los mais na Igreja. Chamá-los para caminhar juntos com o filho na catequese e caminhar com a gente.

E como poderia ser esses encontros e essa aproximação com os pais?

Podemos definir quatro encontros com os pais durante o ano. Iríamos planejar um tema, uma leitura bíblica. E, ao final, trataríamos dos assuntos mais "técnicos" da catequese: as datas das celebrações, compromissos, camisetas, avisos em geral. Então, podemos esquematizar nossos encontros assim:

1. Leitura Orante da Bíblia- Escolher um Evangelho e fazer os passos da leitura orante. Deixar que os pais participem, falem, se expressem, partilhem suas vidas e suas histórias.

2. Dinâmicas para promover a integração entre os pais, descontrair, fazer com que eles se sintam parte da Igreja. Mas cuidado com dinâmicas! Escolha uma que tenha a ver com o Evangelho e com o tema do encontro.

3. Momentos de oração e espiritualidade
Muitos pais estão tão distantes da Igreja que não rezam. Vamos rezar com eles e ensiná-los a rezar com os filhos.

4. Envolver os pais nos projetos e atividades da catequese. Quando for organizar um encontro convidar os pais para ajudar. Mas para que este convite seja bem aceito, é preciso conhecermos os pais, ganharmos a confiança deles e o apoio.

5. Numa reunião de planejamento que tivemos, uma catequista sugeriu que tivessem atividades para serem feitas envolvendo os pais e os filhos: a mãe e o filho fizessem juntos alguma lembrancinha, por exemplo. A intenção é promover encontros dos pais e filhos dentro da Igreja.

6. Avisos/orientações/explicações sobre o funcionamento da catequese será no final do encontro.


Vamos tentar?

Cris Menezes
Catequista
Brasília-DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário