Planejamento de Encontro de Catequese: Bíblia



Minha Bíblia 

Objetivos: Despertar o interesse pela Bíblia
Inculcar a necessidade de ouvir a Palavra de Deus contida na Bíblia, todos os dias, fazendo a experiência de "ver, ouvir e apalpar" para testemunhar (cf. I JO 1, 1-4)

Conteúdo
Composição da Bíblia
A Bíblia contém a experiência vivida por um povo que foi escolhido por Deus: Antigo Testamento (AT).
A Bíblia contém a Boa-Nova que Jesus anunciou: Deus ama e salva todos os homens: Novo testamento (NT).
A ação do Espírito Santo, que nos ajuda a entender e a viver a Palavra de Deus.
Livros: Capítulos e versículos


Preparando o material
-Filme sobre a Parábola da semente.
-Figuras de plantações com flores e frutos; de plantas secas.
-Figura da chuva caindo na terra.
-Dois galhos de uma planta e um vaso com água.
-Rolo da Bíblia como no Antigo Testamento (AT).
-Figuras do AT, onde se vejam pessoas lendo o rolo da Lei.
-Figuras dos quatro evangelistas.
-Cartaz com nome dos livros que compões, a Bíblia: Antigo Testamento (AT) e Novo Testamento (NT).
-Ilustrações sobre "rolos da Bíblia", papiro e bíblias antigas,
-Um marcador para a Bíblia. um para cada catequizando.

Preparação da sala
A sala vai ser preparada antes da catequese: mesa com toalha, uma faixa conforme a cor do ano litúrgico (branco, roxo, verde ou vermelho), flor, vela, um local especial para a Bíblia, que poderá ser introduzida na sala de forma solene. Deixar o material que vai ser usado durante a catequese já preparado para facilitar o seu uso. Ensaiar como será usado.

Oração Inicial
-Fazer o sinal da cruz e uma oração espontânea (todos em pé).
-Invocação do Espírito Santo (Cantada ou rezada).

Dinâmica Inicial: "A palavra de Deus é como a chuva que molha"

Nesta catequese vamos descobrir a Palavra de Deus e o que ela faz em nossas vidas, por isso vamos colocar uma planta na água e a outra igual vai ficar fora da água. No final da catequese vamos observar como elas ficaram e tirar nossas conclusões.

Proclamação da Palavra de Deus
Contexto: Mt 13, 1-8 (Parábola da semente)
Texto: Mt 13,8
Comentário: A proclamação que será feita é Palavra de Deus e deve ser ouvida com respeito. É o pai que fala ao filho. A atitude correta para ouvir uma coisa muito importante de alguém que amamos é ficando em pé, olhando para a pessoa que fala, por isso é correto sempre olhar para quem está proclamando a palavra de Deus.
Se for feita a entrada solene da bíblia, preparar um breve comentário, explicando o sentido deste gesto e explicando o contexto da leitura que vai ser proclamada.
O catequista poderá contar, dramatizar, usar fantoches, passar o filme para seus catequizandos sobre a parábola do semeador conforme o contexto: MT 13, 1-8 (parábola da semente). depois vai proclamar apenas mt 13,8.

Aclamação à palavra de Deus (todos em pé)
Antes da proclamação da palavra fazer a entrada solene da bíblia. escolher um canto que se refira à Bíblia.

Proclamação do Evangelho de Mt 13,8.
Catequese
A partir do texto bíblico proposto, o catequista preparará a sua catequese sempre levando em conta a realidade de seus catequizandos, o objetivo e o conteúdo da catequese que foram propostos no início.

Dinâmica: explorando o livro da Bíblia
Fazer os catequizandos examinarem a Bíblia. Dar um tempo para que eles descubram e comentem o que estão vendo.
Pedir que abram na primeira página e que abram na última página. Pedir que abram onde começa o Antigo Testamento e onde começa o Novo Testamento.
Distribuir o marcador e pedir que coloquem na página onde começa o novo testamento.

Símbolo litúrgico: a Bíblia
O símbolo litúrgico proposto nesta catequese é a Bíblia. A Bíblia é o símbolo litúrgico de um Deus que fala com o seu povo. A Bíblia é um livro sagrado. Nas celebrações é colocada em lugar de destaque: uma estante (ambão ou mesa da Palavra-ver subsídio) coberta com um véu que geralmente tem a cor: roxo, verde, vermelho ou branco, conforme o tempo litúrgico. Em muitas celebrações podemos fazer a entrada solene da Bíblia.

Gesto litúrgio: estar em pé
Estar em pé é uma atitude de dignidade, de respeito. É um sinal exterior de reverência, e demonstra que se está pronto para executar o que se está ouvindo. Jesus quando foi à sinagoga e leu um texto do Profeta Isaías (cf, Lc 4,16). Seguindo o exemplo do evangelista João somos convidados a VER, OUVIR, APALPAR a Palavra de Deus. Quando a Palavra é proclamada nosso corpo deve se colocar numa postura de quem está atento.

Vivenciando a liturgia: Durante a celebração da Missa ou em outra celebração podemos ficar em pé ou sentados para ouvir a proclamação da Palavra. Quando ouvimos o Evangelho nas Celebrações, o gesto litúrgico é estar em pé. Estar em pé é sinal de atenção e respeito de quem ouve uma pessoa importante falar. Quando ouvimos o Evangelho numa celebração na comunidade é Jesus mesmo que está falando. O Evangelho narra acontecimentos da vida de Jesus e o que Ele ensinou aos apóstolos e o que nos ensina hoje.

Gesto concreto
Por ser um livro sagrado devemos ter cuidados especiais com ele: colocar em lugar de destaque em nosso quarto ou sala, ter respeito e veneração por ser um livro que contém a Palavra de Deus.  (Com a colaboração dos catequizandos acrescentar outros cuidados com a Bíblia.)
Na Eucaristia de domingo, procurar ficar na postura correta durante a proclamação do Evangelho. 
Observar a cor do paramento usado pelo celebrante.

Retomar a dinâmica inicial: "A Palavra de Deus é como a chuva que molha" (Is55, 10s) e convidar os catequizandos a observar como estão as plantas e demonstrar que a Palavra de Deus é como a água da chuva, do rio que molha a planta e faz com que ele dê flores e frutos.

Oração
-Fazer orações espontâneas louvando e bendizendo a Deus que conversa com o seu povo através da Sagrada Escritura.

Pai Nosso
Abraço da Paz
Canto final

Conversa com os catequizandos

Pessoas que ouvem e praticam a Palavra de Deus e produzem frutos.


Subsídios para catequese
A Bíblia é a Palavra de Deus dirigida aos seres humanos de todos os tempos e lugares. É Deus se comunicando conosco. Jesus nos falou isto no evangelho que ouvimos. Jesus sempre ouvia a Palavra de Deus e procurava perceber o que esta Palavra tinha a ver com a sua vida. Jesus disse: "Era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos profetas e nos salmos" (cf. Mt 26,54; Lc 24,27).
O Antigo Testamento preparava o povo para a vinda do Messias. Isaías que era um profeta (profeta é aquele que anuncia a Palavra de Deus) dizia sobre Deus: "Tal como a chuva e a neve caem e para lá não voltam sem ter regado a terra, sem a ter fecundado e feito germinar as plantas, sem dar o pão a comer, assim acontece à palavra que minha boca profere: não volta sem ter produzido seu efeito, sem ter executado minha vontade e cumprido sua missão" (Is 55, 10-11).

A Bíblia é a experiência de Deus, vivida pelo povo escolhido
A Bíblia antes de ser escrita foi vivida por um povo: o povo de Deus. Os acontecimentos vivenciados pelo povo de Deus eram passados de pai para filho. Muito tempo depois, algumas pessoas escreveram aos poucos as passagens mais importantes do povo de Deus. As pessoas que escreveram os livros da Bíblia foram inspiradas por Deus. Os autores que compusera a Bíblia como nós lemos hoje receberam o Espírito de  Deus, que os inspirou e ensinou o que deviam escrever e compor a Bíblia de forma que todos pudessem se utilizar dela sem dificuldades.

O Espírito  Santo e a Bíblia
Nós, quando ouvimos ou lemos a Bíblia, necessitamos da ajuda do Espírito Santo, para que possamos entender o que Deus quer nos falar através do que ouvimos ou lemos. Somente com o Espírito Santo, a Palavra de Deus pode se fazer VIDA em nossa vida. Por isso, antes de inciar a celebração, nós invocamos o Espirito Santo. Sempre que formos ler a Sagrada Escritura devemos pedir que o Espírito Santo nos ajude.

A Sagrada Escritura, como é também chamada a Bíblia, deve ser lida e meditada em comunidade. Desde o Antigo Testamento o povo de Israel lia a Bíblia no Templo. Os primeiros cristãos iam ao Templo para ouvir e meditar a Palavra de Deus (cf. At 2, 42-47). Somos convidados a participar todos os domingos da Missa para ouvir a Palavra de Deus com a nossa comunidade, na Igreja.
O profeta Jeremias dá exemplo de como deve ser a Bíblia, para a vida pessoal de cada um: "Ao encontrar palavras tuas, eu as devorava. Tuas palavras eram meu  contentamento e alegria  de meu coração, porque seu nome é invocado sobre mim. Senhor Deus Todo -Poderosos" (Jr 15,16).

Aprofundamento do catequista

Ler a introdução geral da bíblia
Catecism da Igreja Católica: 50-141.
Crescer na leitura da Bíblia- Estudos da CNBB, 86.

Fonte: A caminho da Eucaristia, Diocesde de Jundiaí, de Maria de Luirdes Mezzalira PincinatoEditora Vozes.

Comentários

  1. Cris, esse encontro será maravilhoso! Eu gosto muito de ler a Bíblia e, como não entendia muita coisa, comprei uma Bíblia de estudo que explica sobre os livros, os autores, faz correlação de textos... Que o Espirito Santo seja o dirigente desse encontro! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  2. Que Deus a abençoe nesta iniciativa do blogger ficou otimo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Campanha da Fraternidade 2017- Por onde começar?

Caça Tesouro- CF 2017

Como falar da Semana Santa com as crianças- Planejamento