18 abril, 2014

Tráfico humano na Bíblia- Texto base CF2014

Resumo  (Páginas: 41 a 47):

A criação como fundamento da dignidade humana 

-"Deus confere à pessoa humana uma dignidade porque o coloca como o ponto mais alto da criação."

-"Essa dignidade é assumida pelo ser humano na medida em que ele vive seus relacionamentos conforme o plano de Deus."

Deus liberta e mostra o caminho 

-"O Antigo Testamento tem como fio condutor a libertação da pessoa humana e Aliança com Deus e seu Povo."

-"O livro do Êxodo destaca a intervenção de Deus em favor de um povo oprimido e explorado no Egito."

-"Abraão e Sara, atingidos pela forte seca em Canaã, foram  obrigados a descer e resisdir no Egito."

-"José, filho do patriarca Jacó, a primeira pessoa vendida na Bíblia, foi levado por mercadores a trabalhar como escravo."

-"As construções e o intenso fluxo de pessoas ao Egito proporcionaram condições para grandes explorações por parte do Faraó e seus ministros."

-"As injustiças do Faraó contra o povo de Israel,ameaçam ainda mais sua vida e seu futuro, quando ele determina a eliminação das crianças recém nascidas."

-"O relato das pragas pode ser visto como uma batalha entre Deus, que deseja libertar  povo da escravidão e recuperar-lhe a dignidade."

-"O povo alcança a liberdade e cruza o Mar Vermelho a pé enxuto, sob cuidado e orientação do Senhor. Ganham a liberdade para buscar novas possibilidades e criar junto com Deus um mundo novo, sem escravidão, nem opressão"

-"A Páscoa tornou-se memorial da libertação da casa da escravidão." (Ver Ex 12, 14)

-" A celebração da Páscoa é uma grande festa da libertação, mas principalmente um alerta para que Israel não explore e escravize os estrangeiros que migram para sua terra."




Exílio e sofrimento de um Povo

-"Os impérios da época costumavam remover grande número de pessoas dos povos que venciam, para destino longínquo. Esta meida, além de fornecer mão de obra para as atividades produtivas e de guerra dos imperialistas, constituía-se em estratégia de dominação sobre os povos derrotados."

-"O Antigo Testamento testemunha dolorosas experiências de exílio vividas pelo povo de Israel, ocorridas quando derrotado e invadido por outras nações."

-"Exílio da Babilônia:Primeira deportação ocorrem em 597 a.C, a mando do imperador Nabucodonosor."  (Ver 2Rs 24, 13)

-"O Salmo 137 descreve o sofrimento vivido pelos judeus deportados para junt dos canais da Babilônia." (Ver Sl 137, 1:4)

-"Os exilados da Babilônia retornam à terra prometida, libertos pelo rei Ciro, que vene  o império babilônio."


-'É no período do exílio e no pós-exílio que leis são criadas pelos líderes, como o desdobramento do decálogo, para que a essência da relação com Deus não se perca, e para que a escravidão e a exploração não venham mais a fazer parte da vida daquele povo."





O Profetismo da Esperança e Justiça


-"Profetas: porta-vozes de Deus em defesa dos injustiçados." (Ver Jr 31; 33).


-"Os profetas denunciam a violência contra estes indefesos e apontam as causas: o pecado, a negação da verdade,  do direito e da justiça e a confiança no que não tem valor, e as suas consequências: a destruição, a desgraça e a morte."

-"Em uma época em que o tráfico humano de pessoas para esse fim era prática aceita, os profetas denunciavam tais práticas como desumanas e idolátricas. "( Ver Am 1,6)

-"Segundo os profetas, uma sociedade indiferente à compra e venda de pessoas está condenada à destruição. O problema situa-se no interior de um sistema econômico injusto em que alguns enriquecem explorando e comercializando pessoas." (ver Joel 4,3)

-"O mecanismo de exploração denunciado pelos profetas alavanca a expansão dos mercados atuais. O tráfico humano é uma forma de extrema dessa exploração, cujas vítimas são feitas entre os mais pobres."