Jesus nos ensina a verdadeira felicidade


"A felicidade não está em nós, assim como a felicidade não está fora de nós. A felicidade está só em Deus. E quando O tivermos encontrado, ela estará por todo o lado." (Blaise Pascal)

Preparação: distribuir recortes de revistas com figuras que representam os bens materiais que sociedade valoriza, como carro, dinheiro, carro, roupas e sapatos de marca, etc.

Convidei as crianças para observar as figuras e deixei que partilhassem o que achavam. Depois de conversarmos sobre o que a sociedade valoriza, lemos o sermão da montanha- Mt 5



Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu.
Felizes os aflitos, porque serão consolados.
Felizes os mansos, porque possuirão a terra.
Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Felizes os que são misericordiosos, porque encontrarão misericórdia.
Felizes os puros de coração, porque verão a Deus.
Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino do Céu.
Felizes vocês, se forem insultados e perseguidos, e se disserem todo tipo de calúnia contra vocês, por causa de Mim.
Fiquem alegres e contentes, porque será grande para vocês a recompensa no céu. Do mesmo modo perseguiram os profetas que vieram antes de vocês.



"Jesus nos ensina que onde estão os verdadeiros valores está a verdadeira felicidade. Esses valores que Jesus mostra, não são os mesmos valores da sociedade. Por isso Jesus é um sinal de contradição. Ele diz e vive os valores que a sociedade despreza. A sociedade está cada vez mais preocupada com lucros e não pensa, nem procura ajudar aqueles que nada têm. Jesus condena os egoístas, os exploradores, os fingidos e os violentos. Jesus elogia e diz que são bem-aventurados, isto quer dizer, que são felizes: os pobres, aqueles que agora têm fome, aqueles que agora choram, aqueles que sofrem por causa das coisas de Deus... mas essas pessoas pertecem ao Reino de Deus. Com estas palavras Jesus quer mostrar que a felicidade não está na riqueza, nos lucros e em outros bens que são passageiros, que não fazem as pessoas felizes, fraternas, e justas. Jesus fala, no Sermão da Montanha, das alegrias que teremos no céu. Ele nos fala dos valores do Reino que garantem nossa felicidade eterna." (Livro do Catequista- Diocese de Osasco)



 

Dinâmica da bexiga (Realizada somente com a turma da tarde)

"Entregar uma bexiga para cada catequizando.Catequista: Eu queria dar um presente a cada um de vocês. Andei pelas lojas e encontrei uma que vendia coisas diferentes. Entrei nela e comprei um pouco de sol, um pouco de chuva, um pouquinho de vento e bastante sorriso. Comprei um pouquinho de lágrimas, pois há pessoas que gostam de chorar nas alegrias. Comprei um pacote de razão. Comprei serenidade, paciência, respeito, sinceridade, verdade. Comprei muita compreensão perdão, romantismo e gentileza. Vi pacotes de amor e paz junto com a alegria e comprei muito, muito mesmo. Tinha orgulho, vaidade, mas isso eu não comprei nada. Da solidão eu passei longe, mas fui no balcão da amizade e do companheirismo e comprei tudo o que havia. Comprei também essa bexiga, que simboliza o coração de vocês, para que vocês pudessem guardar esses presentes dentro dela. Vamos então encher essas bexigas com esses presentes? ... Bem devagar para não estourar... Encheram?... Agora cada um pense em mais um presente desses e coloque dentro da bexiga, enchendo ela mais um pouquinho. Agora, amarre a bexiga! Ah! Lembrei-me de uma coisa. Esses presentes não podem ficar só conosco. É preciso fazer o gesto da partilha. Vamos então trocá-los uns com os outros. (Trocar as bexigas). Agora que vocês trocaram preciso contar-lhes um detalhe. Na loja especial onde encontrei tudo isso, me disseram que esses presentes precisam ser espalhados pelo mundo e essa missão é nossa, precisamos transbordar esse mundo com esses presentes maravilhosos. De que maneira? Vamos estourar as bexigas."
Detalhe: alguns não queriam estourar a bexiga, porque era em forma de coração. Olha o desapego- eu disse !! rsrs
     
Música do Encontro: Amar como Jesus amou, gravação do Padre Marcelo Rossi.

Textos de Apoio

As bem-aventuranças

"Jesus, subindo ao monte, nos aparece como um novo moiséis promulgador da Nova Lei no novo Sinai. Chama de bem-aventurados os pobres e humildes.
(...) O Sermão da Montanha é um sermão revolucionário. Jesus 'vira a mesa'. É uma inversão de valores tradicionais. Os hebreus cultivavam a convicção de que prosperidade material, o sucesso, eram sinais das bênçãos de Deus; a pobreza e a esterilidade eram sinais de maldição. Agora os bem-aventurados não são mais os ricos deste mundo, os saciados, os favorecidos, mas o que têm fome e choram, os pobres e perseguidos. É a nova lógica, que Maria, a bem-aventurada por excelência, canta: 'Derrubou os poderosos'
(Lc 1, 52). (...) Jesus encarnou a realidade do povo. A sua mensagem era resposta às necessidades da época.  (...) A sociedade valoriza mais o ter do que o ser. Não valoriza os doentes, os pobres, os que promovem a paz e a justiça"
 (Livro do Catequista- Diocese de Osasco)

Estudo no Youcat

Por que desejamos a felicidade?
Deus  colocou no nosso coração uma ânsia tão infinita de felicidade , que só Ele a consegue satisfazer. As realizações terrenas apenas nos dão um antegozo da felicidade eterna. Superando-as, temos que nos virar para Deus.

Conhece a sagrada escritura algum caminho para a felicidade?
Seremos felizes à medida que confiarmos nas palavras de Jesus contidas na bem-aventuranças. O evangelho é uma promessa de felicidade para todas as pessoas que desejam pecorrer os caminhos de Deus. Jesus disse concretamente, sobretudo nas bem-aventuranças, que a benção infinta se baseia em seguirmos o seu estilo de vida e procuramos a paz com o coração puro.

Por que são tão importantes as bem-aventuranças?
Quem anseia pelo Reino de Deus olha para a lista das prioridades de Jesus: as bem-aventuranças. Deus fez promessas ao Seu Povo desde Abraão. Jesus retoma-as, dilata ao Céu a sua validade e faz delas o Seu próprio programa de vida: o Filho de Deus torna-Se pobre, para tomar parte da nossa pobreza; Ele alegra-Se com os alegres e chora com os que choram (Rm 12, 15); não recorre à violência, mas dá a outra face (Mt 5, 39); teve misericórdia, promoveu a paz e mostrou assim o caminho seguro para o céu.

"Querer tudo o que Deus quer e querê-lo sempre,em todas as ocasiões e sem restrições: isto é o Reino de Deus, que é totalmente interior." (François Fênelon)


Comentários

  1. Lindo e pela carinha das crianças dá pra ver que a catequista é nota dez nos encontros rsrsrs. Querida, tô precisando de uma dinâmica para encontro dos sete sacramentos vc tem? Tô sem ideia... até preparei uma atividade, mas não queria fazer algo só no papel.
    PAZ E LUZZZZZZZZ

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela dedicação, ficou ótimo seu encontro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Jonatan, lembrei da amarelinha. Dá pra fazer tanto com mandamentos, quanto com os sacramentos. E aí? Vai encarar pular amarelinha?! rsrs

    ResponderExcluir
  4. Ok, ótima ideia. Vou aproveitar e preparar a amarelinha, massss tenho que pedir a coordenadora o material, vamos torcer pra ela liberar né? kkkkk
    Valeu pela dica.

    ResponderExcluir

Postar um comentário