Perdoai-nos, Senhor!



Fonte: Encontro retirado do livro Crescer em comunhão. Livro do catequista. Volume III.(Com adaptações)

Querido Catequista-  Que nossos catequizandos estejam dispostos à conversão de vida descobrindo que Deus é profundamente misericordioso.
Dinamizando o encontro - Ambientação- Antes que os catequizandos cheguem, desorganize a sala de catequese: vire as cadeiras e mesas de pernas para o ar, coloque-as fora do lugar... e espalhe pela sala papéis que contém pecados (os setes pecados capitais)....
Começando o assunto- Inicie seu encontro deixando os catequizandos observarem e comentarem sobre a bagunça na sala. Escute-os e aguarde para verificar se terão iniciativa em reorganizar, ou se apenas ficarão observando sem nada fazer. Converse sobre como é diícil reorganizar o que está bagunçado. É preciso muita força de vontade. Assim também é na vida de qualquer pessoa. É muito mais fácil continuar pecando do que tomar a iniciativa de viver conforme a vontade de Deus. Se os catequizandos não tiverem a iniciativa de organizar a sala, peça para que o façam. Peça para que alguns recolham os papéis com os pecados, colocando-os sobre uma mesa ou no centro da sala. Leia com eles os pecados e fale da bagunça que eles podem causar na vida das pessoas. Converse com eles sobre a possibilidade de ser fazer uma "arrumação" geral na vida.
Crescer na Palavra de Deus- Convide os catequizandos a proclamar o Evangelho cantando. Leia com eles  a Parábola do Filho Pródigo em Lc 15, 11-32. Converse sobre a parábola. Ajude-os a entender a gravidade do que o filho mais novo fez. Peça para que anotem no caderno as atitudes ruins que o filho tomou e as consequências que isto trouxe para sua vida e para a sua família. Compare o desastre da vida de pecado do filho pródigo com a bagunça que estava na sala de catequese no início do encontro.
Em seguida, converse com os catequizandos sobre:
        *As atitudes do filho em querer arrumar a bagunça de sua vida. Peça para que anotem no caderno quais atitudes do filho o ajudaram a perceber o que havia feito com ele mesmo.
        *As atitudes do pai, e peça para que anotem essas atitudes. Converse com eles sobre a acolhida do pai.
        *As atitudes do filho mais velho, e peça para que eles anotem essas atitudes. Converse com eles sobre o fechamento do filho mais velho.
Ajude-os a entender que a atitude do filho em querer voltar para a casa do pai não foi fácil, pois foi preciso muita humildade. Mas ele confiava no pai. Por sua vez o pai acolheu o filho. Ele também confiava na capacidade de seu filho em ser melhor. Explique que somente a confiança gera perdão. E o perdão é capaz de arrumar a bagunça que o pecado realiza em nossa vida. Comente com os catequizandos que assim é o nosso Deus. Ele é Pai que confia em nossa capacidade de sermos melhores. Sabe que precisamos ser felizes e nos ajuda a arrumar a bagunça que criamos com nossos pecados. Ele confia em nós.
Solicitar para que parem e pensem sobre a seguinte pergunta: E nós, confiamos Nele?
Crescer na oração- Ajude seus catequizandos a entender a importãncia do exame de consciência diário. Para isso, realize com eles a seguinte celebração: Peça para se reunirem em círculo ao redor das folhas com os pecados escritos. Solicite para que um ou mais catequizandos leiam os pecados escritos sem voz alta. Após a leitura de cada pecado, todos dizem: Senhor, tende piedade de nós. No final, quem leu amassa e rasga o pael ou joga no lixo. Rezar o ato de contrição.


Comentários

  1. Oi!
    Vim fazer uma visitinha e deixar um abraço carinhoso pra você.
    Juntos somos +
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Parabéns o encontro está muito bem elaborado. Obrigado por compartilhar. Abs. Everaldo - taboão da serra

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Campanha da Fraternidade 2017- Por onde começar?

Caça Tesouro- CF 2017

Como falar da Semana Santa com as crianças- Planejamento